Bobsled do Brasil tenta melhorar tempo para fazer melhor campanha da história

  • 24 de fevereiro de 2018
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 28 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Situação Grave)

Faltam poucas horas para a estreia do bobsled brasileiro na Olimpíada de Inverno de PyeongChang. Ainda no apartamento da Vila Olímpica, Edson Bindilatti e Edson Martins se arrumam para a inédita disputa do 2-man. Rafael Souza, Odirlei Pessoni e Erick Viana também se preparam para seguir com os companheiros para o Olympic Sliding Centre. O player do celular toca "Meu Ébano" na voz de Alcione. O que embala a equipe nos momentos que antecedem a competição é o samba.

 

Na noite deste sábado, às 21h30 no horário de Brasília, o quarteto do 4-man vai precisar rebolar se quiser alcançar a meta de terminar a Olimpíada de PyeongChang entre os 20 melhores trenós. Ao fim das duas primeiras descidas na sexta, a equipe não foi bem e terminou na 25ª colocação entre 29 times. Agora, na terceira e decisiva bateria, eles precisam baixar pelo menos 0s59 para sonharem com a inédita vaga na quarta bateria, que vale medalha.

 

Informações: GE

Foto: GE

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Situação Grave)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *