Bottas vence na Rússia e adia quebra de recorde de Hamilton

  • 27 de setembro de 2020
  • Redação Em Cima do Lance
  • Automobilismo
  • 0
  • 68 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)

Valtteri Bottas foi o grande vencedor do GP da Rússia. Lewis Hamilton perdeu a chance de igualar a marca de Michael Schumacher como maior vencedor da Fórmula 1. O inglês fez o teste de largada em posição proibida duas vezes durante o aquecimento e foi punido com 10 segundos, o que acabou decidindo a prova.

O pódio se manteve com os nomes que vêm dominando a Fórmula 1 nesta temporada. Bottas venceu, com Verstappen em segundo e Hamilton em terceiro. A corrida aconteceu com a presença de público em Sochi. Outro destaque positivo foi Charles Leclerc, da Ferrari. Que largou em 11º e terminou em sexto lugar.

Logo após a largada, Stroll e Sainz deixaram a prova por conta de um acidente. Ambos bateram sozinhos e forçaram a entrada do Safety Car na pista. Quanto à punição de 10 segundos ao piloto Lewis Hamilton, foi paga nos boxes, antes da troca de pneus. Com isso, o britânico voltou na 11ª posição, conseguindo ainda voltar ao pódio.

Confira os 10 primeiros:

1- Valtteri Bottas (Mercedes)
2- Max Verstappen (Red Bull): 7.729
3- Lewis Hamilton (Mercedes): 22.729
4- Sergio Pérez (Racing Point): 30.558
5- Daniel Ricciardo (Renault): 52.065
6- Charles Leclerc: 62.186
7- Esteban Ocon (Renault): 68.006
8- Daniil Kvyat (Alpha Tauri): 68.740
9- Pierre Gasly (Alpha Tauri): 89.766
10- Alex Albon (Red Bull): 97.860

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *