Baú do Marão

No passado, a crônica esportiva viajava para cobrir jogos de futebol ao vivo. Às vezes, algumas emissoras mandavam narrador, comentarista, repórter e até técnico de som. Mas o normal mesmo era viajar o narrador e o repórter. Na década de 70, algumas emissoras davam preferência ao comentarista, em detrimento do repórter. Na década de 90,…

Leia Mais

Alguns jornais aqui de Salvador, especialmente o Jornal da Bahia, onde exerci as funções de repórter e depois editor de esportes, tinham o hábito de trazer jornalistas do Sul para fazer reformulações gráficas e editoriais. Numa dessas oportunidades, veio do Rio de Janeiro o jornalista Roberto Quintaes. E eles chegavam com poder de decisão dada…

Leia Mais

Na minha última passagem pela Rádio Excelsior da Bahia (AM 840 ) fiquei por 25 anos e sempre mantive um excelente relacionamento com o Padre Aderbal, diretor geral, e o Dr. José Trindade Costa Lage, diretor comercial. Agora, depois de um período de quatro anos fora, voltei para participar do programa Grito Rubro Negro com…

Leia Mais

Os primeiros anos da minha vida passei em Santo Amaro da Purificação. Quando eu ainda era muito menino, a minha família se mudou para Salvador. Os meus pais entenderam que na capital era melhor para que todos os sete filhos prosseguissem com os estudos. Confesso que vim contrariado, pois o meu objetivo era continuar na…

Leia Mais

Nunca neguei que a minha maior paixão por um clube de futebol foi a que tive pelo Vasco da Gama do Rio de Janeiro. Pelo fato de ter nascido em Santo Amaro e ser o sétimo filho de uma família de sete homens, acompanhava os meus irmãos mais velhos ouvindo jogos do Campeonato Carioca pelo…

Leia Mais

Eu sempre tive grandes amigos no Rio de Janeiro.  A frequência de vezes com que eu ia à “cidade maravilhosa” para transmitir jogos de futebol me fez conhecer muita gente. Um desses parceiros era o saudoso Jader Cabral, um pernambucano que era radicado no Rio e conhecia a noite carioca como poucos. Ele era editor…

Leia Mais