Cruzeiro respira com novos patrocinadores

  • 4 de junho de 2020
  • Redação Em Cima do Lance
  • Em cima do Lance
  • 0
  • 72 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
Orient Filmes
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Monitora)

O Cruzeiro vem tendo um incremento em seu cofre, nos últimos dias, com a chegada de recursos provenientes de patrocínios. Um novo parceiro será anunciado nesta quinta-feira. E os recursos, que já foram benéficos para evitar uma nova perda de seis pontos na Série B, são também meios para deixar a folha dos jogadores em dia.

Atualmente, os jogadores estão com atrasados em relação às férias. A folha de maio vence na próxima sexta-feira, tanto para atletas, como para funcionários, que, atualmente, estão com vencimentos em dia, assim como os garotos da base e o futebol feminino. Os valores foram quitados na semana passada.

O Cruzeiro passa por uma queda drástica nos recursos, e os atrasos vieram justamente durante a pandemia, com a parada dos jogos. Sem eles, patrocinadores suspenderam contratos, sócios-torcedores deixaram de pagar mensalidade, e o dinheiro, já escasso, ficou mais ainda.

Na última semana, o clube informou, por meio do balanço final do conselho gestor, que teve um adiantamento de R$ 2,1 milhões da parceria com a Ambev e ainda teria, a partir da última segunda, R$ 3 milhões, provenientes de um novo patrocínio, não anunciado pelo Cruzeiro.

Já seriam mais de R$ 5 milhões disponíveis, suficientes para pagar quase todas as folhas do clube. Em abril, segundo declarado pelo próprio clube, foram R$ 1.946.628 em atraso somente do futebol profissional.

Com os recursos que entrarão com o novo patrocínio, o Cruzeiro teria condições de ficar em dia com jogadores e comissão técnica. O clube ainda busca o desbloqueio de R$ 6,5 milhões, provenientes da venda de Arrascaeta e presos pela Justiça devido a uma cobrança da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional.

O clube também está em atraso com as contas de água e luz. Os débitos, somados, chegam a quase R$ 400 mil. Para completar, houve novo atraso em pagamento de uma parcela do Profut, vencida em 30 de abril, no valor de R$ 600 mil, aproximadamente. Em 6 de abril deste ano, o clube obteve liminar favorável na Justiça que o reincluía no programa de refinanciamento de débitos tributários (foi expulso em outubro de 2019, por atraso em três parcelas daquele ano – junho, julho e agosto). Informações: globoesporte.com.

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Monitora)
LemosPassos
Orient Filmes
RR
Jl Contabilidade
CCAA
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *