Ex-técnico do Vitória é flagrado em blitz e tem carro apreendido

  • 7 de abril de 2018
  • Mário Freitas
  • Eles
  • 0
  • 48 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)
PMS (Realizações) Reurbanização

Por volta da meia-noite da última sexta-feira, o técnico Argel Fucks, do Criciúma, foi parado em uma blitz da Balada Segura em Porto Alegre. Conforme ocorrência da Brigada Militar, ele se negou a fazer o teste do bafômetro e estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa. Ou seja, não poderia dirigir. Levado para uma delegacia para registro, ele passou por exames que não apontaram alteração. O veículo foi apreendido.

 

A delegada Luciana Smith, que estava no plantão da Delegacia de Trânsito, explicou que, mesmo com o resultado negativo dos exames clínicos, a situação ainda será apurada.

 

– Foi apresentado na delegacia por suspeita de embriaguez. Ele tinha se negado a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhado para exames clínicos, que não apontaram alteração na capacidade psicomotora dele. Foi registrada ocorrência de suspeita de embriaguez, que será investigada. É instaurado o inquérito, uma ocorrência simples que averiguará a suspeita de embriaguez e a violação do direito de dirigir – esclarece.

 

Argel afirmou que não ingeriu bebida alcoólica antes de dirigir, e que se negou a fazer o teste porque é um direito dele.

 

– Estava tranquilo. Apenas me recusei a fazer o teste. Estava com a carteira suspensa, apreenderam meu carro e eu fui conduzido à delegacia – conta.

 

O técnico estava sozinho no carro. A barreira estava montada nas redondezas de um shopping da zona leste de Porto Alegre. Ao ir para a delegacia, acionou sua advogada. Ele teve de assinar também um termo circunstanciado.

 

No registro da Brigada Militar, Argel "tentou transpor a barreira", "negou-se a fazer o teste do etilômetro, e quando interpelado pelo agente do Detran, efetuou um tapa no aparelho celular do mesmo, vindo a danificá-lo, posterior rasgou o jaleco do Detran que o agente vestia." Argel nega que tenha agido da forma relatada.

 

– Não teve isso. Tranquilamente parei – afirmou para depois emendar. -Se eu tivesse batido, o policial teria me prendido.

 

Na próxima segunda-feira, a advogada de Argel deve providenciar a retirada do veículo do depósito. O técnico diz que já está fazendo o curso de reciclagem para ter a nova CNH.

 

Informações: GE

 (Foto: Reprodução/RBS TV)

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
PMS (Realizações) Reurbanização
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *