Igualdade, por Edson Almeida

  • 31 de março de 2020
  • Em Cima do Lance
  • Opina quem sabe
  • 0
  • 165 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
Orient Filmes
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Monitora)

Essa pandemia do coronavirus, que tanto afeta o futebol, veio mostrar que todos somos irmãos, que não há lugar para os arrogantes e que a solidariedade, entre tantas recomendações médicas, é o maior instrumento de combate ao grave problema que ameaça todos nós.

Clubes grandes e pequenos sofrem as mesmas consequências por que estão todos sujeitos a uma expectativa dolorosa do que fazer neste segundo semestre do ano.

Com fases finais de vários campeonatos riscadas do calendário, só Deus sabe o que vai acontecer com outras competições, pois só sabemos mesmo que as Olimpíadas de Tóquio e a Copa América já foram adiadas para 2021. O resto do calendario sinda navega na incerteza…

Crise instalada, maioria esmagadora de clubes já agilizando redução de salários, até mesmo os ricos times europeus já fazem acordo com seus jogadores e entidades da classe.

De toda esta pandemia robustece o recado de que também no esporte mais popular do mundo, precisamos de solidariedade, porque numa hora difícil e angustiante como esta, fica explícita que somos todos iguais.
Porque os flagelos podem até massacrar mais os pobres e pequenos, mas atingem também os grandes e donos de atitudes e verdades, em todos os segmentos da vida.

Portanto, é hora de um bom entendimento entre todas as federações e clubes, porque esta é a receita para se reconstruir o futebol.

 

Edson Almeida – Comentarista Esportivo da Rádio Itapoan FM

 

Foto: Reprodução

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Monitora)
LemosPassos
Orient Filmes
RR
Jl Contabilidade
CCAA
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *