Jogador argentino do Inter está próximo de obter dupla cidadania

  • 19 de junho de 2020
  • Redação Em Cima do Lance
  • Eles
  • 0
  • 177 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
CMS (Brisa de Esperança)
SECOM (Situação Grave)
PMS (Ações Sociais)

Com 12 anos vestindo a camisa do Inter, o meia atacante D’Alessandro está próximo concluir o processo para adquirir dupla cidadania. O argentino deu entrada nos primeiros documentos no final de 2017.

Recentemente, D’Alessandro realizou e foi aprovado em um exame em uma universidade brasileira, procedimento final e necessário para atestar a nacionalidade brasileira. Ele já apresentou todos os documentos e aguarda a análise para concluir os trâmites finais e virar brasileiro de fato e de direito.

“A curto prazo, meu caminho é aqui em Porto Alegre. Mais que nada pela minha família. Tenho um filho brasileiro (Gonzalo), o mais novo, e os maiores (Martina e Santino) foram criados aqui. Estou por tirar o passaporte brasileiro neste ano” (D’Ale, em entrevista ao jornal Clarín).

Conforme o Estatuto do Estrangeiro, sob a Lei nº 6.815, de 19 de gosto de 1980, é necessário morar por 15 anos no Brasil para adquirir a cidadania brasileira. D’Alessandro vive no país é 12 anos – com um hiato de um ano em Buenos Aires para defender o River Plate, em 2016.

Mas o argentino conta com alguns “benefícios” para acelerar o processo. Ele tem filho nascido no país e atende a algumas exigências como: possuir “residência contínua em território nacional”, “saber ler e escrever a língua portuguesa” e “ter exercício da profissão ou posse de bens suficientes à manutenção própria e da família”.

Com a dupla cidadania, D’Alessandro abrirá uma lacuna para mais um estrangeiro no elenco colorado. Além dele, o Inter conta com Saravia, Víctor Cuesta, Musto, Sarrafiore e Guerrero como gringos à disposição de Eduardo Coudet. O limite para competições nacionais é de cinco atletas de fora do país.

D’Alessandro tem contrato com o Inter até 31 de dezembro de 2020. O argentino soma nove jogos e dois gols pelo clube na temporada. Em sua 12º ano de Beira-Rio ele é o terceiro jogador com mais jogos na história do Colorado: são 484 partidas, com 94 gols marcados. Foto: Ricardo Duarte / Internacional

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
Nova Rádio
CMS (Brisa de Esperança)
SECOM (Situação Grave)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *