Judoca Rafaela sofre nova derrota fora do tatame

  • 25 de setembro de 2019
  • Mário Freitas
  • Elas
  • 0
  • 172 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)

Flagrada em um exame antidoping realizado no dia 9 de agosto deste ano, a judoca Rafaela Silva perdeu a sua medalha de ouro conquistada na categoria -57kg no Pan de Lima. A informação foi divulgada pela Federação Internacional de Judô (IJF) e, em seguida, confirmada pela Panam Sports, a entidade que organiza os Jogos Pan-Americanos, em um documento relatando todos os casos positivos da competição.

O teste foi feito no dia em que a atleta de 27 anos subiu ao topo do pódio e apontou a presença da substância fenoterol, um ativo que tem efeito broncodilatador e costuma ser usado em tratamento de doenças respiratórias, como a asma.
Além de Rafaela Silva, no documento divulgado pela Panam Sports Organisation há outros 14 casos, sendo que sete processos já foram concluídos. Um deles é do brasileiro Kacio Fonseca, pego com a substância LGD – 4033. Sua participação no Pan de Lima foi revogada, e o Brasil perdeu a medalha de bronze conquistada na disputa por equipes do ciclismo de pista.

A Federação Internacional de Judô (IJF) explicou que, "como a análise foi positiva, o resultado dos Jogos Pan-Americanos será cancelado, assim como qualquer outro resultado conquistado após a data da retirada da amostra, a não ser que a Justiça demande o contrário". Esse fato foi confirmado pelo documento da Panam Sports Organisation.
Ainda não é possível precisar, contudo, se Rafaela vai perder o bronze conquistado no Mundial de Judô de Tóquio, já que ela realizou outro exame antidoping no Japão que deu negativo. Será preciso aguardar o andamento do processo na IJF para saber se isso ocorrerá. 

No parecer da IJF, eles detalham que uma amostra foi tirada nos Jogos Pan-Americanos no início de agosto e que ela foi analisada de acordo com os procedimentos regulares. O primeiro resultado chegou semanas depois. O caso, no momento, está sob os cuidados da Panam Sports Organisation (PASO), que organiza o Pan. Quando a análise mostrou resultados anormais, o procedimento foi para determinar o que deu positivo no exame. Foto / Divulgação 

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *