Paulo Celso Bandeira, o árbitro que virou cantor

  • 30 de junho de 2017
  • Mário Freitas
  • Por onde anda
  • 1
  • 517 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
CMS (Brisa de Esperança)
PMS (Operação Chuva 2)
PMS (Use Máscara)
PMS (Operação Chuva 1)
VIABAHIA (Maio Amarelo)
SECOM (Estado Solidário)

Formado na turma de 1972, Paulo Celso Bandeira apitou futebol durante 17 anos, e foi um dos destaques do quadro da Federação Bahiana de Futebol e da Confederação Brasileira de Futebol. Foi o responsável pela direção de várias finais de campeonatos baianos, alagoano e sergipano. Foi ábitro em 12 clássicos, Ba x Vi ,e em nenhum teve problema com jogadores ou dirigentes. Foi lançado no quadro de árbitros pelo saudoso radialista Wilson Lago. Por 8 anos, Paulo Celso fez parte do quadro nacional da CBF, apitou um amistoso internacional entre Bahia x Dinamarca, na Fonte Nova, e Seleção Brasileira de Novos e Catuense, em Alagoinhas.  Ainda jovem, tentou ser goleiro, chegando a figurar como reserva do Vitória, mas acabou se destacando mesmo na arbitragem. Atualmente, faz shows, cantando em festas de formaturas, casamentos e pode ser visto, também, desfilando a sua bela voz em supermercados de Salvador, vendendo um dos seus CDs, gravados com músicas românticas.                

 

Foto: arquivo pessoal

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
Nova Rádio
CMS (Brisa de Esperança)
PMS (Operação Chuva 2)
PMS (Operação Chuva 1)
PMS (Use Máscara)
SECOM (Estado Solidário)
LemosPassos
VIABAHIA (Maio Amarelo)
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Uma resposta para o post:

  • Deixe sua opinião

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *