Polícia do Rio indicia ex-presidente do Flamengo por tragédia no Ninho do Urubu

  • 11 de junho de 2019
  • Mário Freitas
  • Eles
  • 0
  • 79 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Situação Grave)
CMS (Brisa de Esperança)

Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou, nesta terça-feira, o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello e outras sete pessoas por homicídio com dolo eventual (quando se assume risco de matar). De acordo com o G1, o indiciamento diz respeito à morte de 10 jovens atletas no incêndio que afetou o Centro de Treinamento do clube, em fevereiro.

Na ocasião, o alojamento improvisado com contêineres no Ninho do Urubu pegou fogo, e muitos garotos que ali estavam não conseguiram fugir. Além dos 10 mortos, três atletas ficaram feridos.

De acordo com a reportagem, o inquérito assinado pelo delegado Márcio Petra, da 42ª DP (Recreio), pede ainda o indiciamento por dolo eventual de engenheiros do Flamengo e da empresa NHJ, responsável pelos contêineres, além de um técnico em refrigeração.

Ainda segundo o G1, Eduardo Bandeira de Mello declarou não ter sido notificado do indiciamento, e que por isso não se manifestaria sobre o caso. Texto e foto: reprodrução sitre: globoesporte.com

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Situação Grave)
CMS (Brisa de Esperança)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *