TJD-SP quer ouvir alguns jogadores e dirigentes no clássico Corinthians x Palmeiras

  • 27 de fevereiro de 2018
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 33 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)

O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) convocou três jogadores do Palmeiras (Jailson, Felipe Melo e Dudu), além do diretor de futebol do Verdão (Alexandre Mattos) e o presidente do Corinthians (Andrés Sanchez) para "darem explicações" sobre seus respectivos comportamentos durante o Dérbi do último sábado, em Itaquera, vencido pelo time alvinegro por 2 a 0. Não se trata de julgamento, mas de uma convocação para que "prestem esclarecimentos". Será na segunda-feira, 15h, na sede do TJD-SP no bairro da Barra Funda, em São Paulo. Os membros do TJD vão ouvir os cinco para decidir se eles podem ser denunciados por alguma infração e, então, serem julgados.

 

O ponto de partida são as reclamações dos palmeirenses contra a arbitragem de Raphael Claus, em específico o primeiro pênalti dado por ele a favor do Corinthians, quando Jailson entra com a sola na coxa do corintiano Renê Júnior, mas dá sequência à jogada e só apita a penalidade dez segundos depois.

 

O que o TJD quer saber:

 

  • Por que Jailson disse, em entrevistas após o jogo, "mais uma vez, fomos garfados aqui dentro";
  • Por que Dudu disse, em entrevistas após o jogo, "aqui não tem como jogar, na dúvida é Corinthians";
  • Por que e para quem Felipe Melo mostrou o dedo médio em campo (não temos esta imagem);
  • Por que Alexandre Mattos e Andrés Sanchez cercam Raphael Claus após o jogo, na saída do gramado, rumo ao vestiário.

Baseado no relato dos cinco, a procuradoria do TJD decidirá se eles serão denunciados (e julgados) ou não.

 

Informações: GE

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *