Uma tarde de confusão em Ilhéus

  • 19 de fevereiro de 2017
  • Mário Freitas
  • Baú do Marão
  • 0
  • 140 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)

A minha primeira transmissão de um jogo de futebol, fora de Salvador, foi em Ilhéus, para a Rádio Cruzeiro – AM 590, no ano de 1969. Escalado por José Ataíde, fui ao estádio Mário Pessoa, fazer o jogo Vitória de Ilhéus X Bahia. Tudo corria bem, até que, no segundo tempo, o árbitro Anivaldo Magalhães marcou uma irregularidade contra o time local. Aí foi uma confusão generalizada. A torcida invadiu o campo e o jogo teve de ser paralisado. Cristóvão Rodrigues, então na Rádio Sociedade, teria dito que aquilo era coisa de índio. A galera se revoltou e começou a jogar objetos nas cabines de rádio. E sobrou para o falecido radialista e ex- Prefeito de Salvador, Fernando José. Pedras, bombas eram jogadas para a cabine da Rádio Excelsior, que ficava a duas outras de distância da minha. Eu me tremia de medo. Imaginem: na minha primeira transmissão, fora de Salvador, encarar uma situação deste nível. Foi quando chegou um senhor e disse : "Transmita o jogo. Eu garanto que ninguém vai lhe agredir". Tomei coragem e consegui fazer o jogo, que terminou com a vitória do Bahia por 2X0. No final, para deixar o estádio Mário Pessoa, Fernando José teve de sair disfarçado de jogador do Bahia, pois a torcida continuava furiosa.

 

 

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *