Vôlei: jogadoras ameaçam entrar na Justiça contra ranking da Superliga

  • 20 de março de 2017
  • Mário Freitas
  • Elas
  • 0
  • 53 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)

Na ultima quarta-feira, foram anunciadas as novas regras da Superliga feminina de vôlei. Porém, algumas jogadoras da seleção brasileira, se manifestaram hoje (20), reclamando que, novamente, é contra o ranking que pontua as atletas e limita os elencos de cada time de acordo com tal pontuação.

A regra, que existe no vôlei brasileiro desde a temporada 1992/93, tem o objetivo de equilibrar as equipes participantes do torneio. Ocorre que, nos últimos anos, o ranking tem gerado reclamações, principalmente, das atletas de maior pontuação (sete), que têm dificuldades para encontrar times para atuar.

As nove jogadores, de pontuação sete, que assinam a reclamação e ameaçam até a entrar na Justiça contra o ranking são: Dani Lins, Fabi, Gabi, Jaqueline, Tandara, Sheilla, Fernanda Garay, Natália e Thaísa – as três últimas estão jogando fora do país, enquanto Sheilla se encontra sem clube.

"Nós, que defendemos a Seleção Brasileira, que nos destacamos, agora seremos punidas por isso. Não é razoável. Aliás, não há lógica nisso. Queremos ser tratadas de forma igual, sob pena de nos socorrermos ao Poder Judiciário, tendo em vista a clara e manifesta afronta a princípios constitucionais", dizem.

Fonte:espn

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *