Anderson vence Isner em jogo épico no torneio de Wimbledon

  • 13 de julho de 2018
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 36 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
VIABAHIA (Institucional)
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
Motivo -> Prevenção (PMS)
SECOM (Estado Solidário)
CMS (Coronavírus)
PMS (Coronavírus)
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O duelo de 6h36 por uma vaga na final de Wimbledon, segundo mais longo da história do torneio, foi também o mais acirrado da temporada na grama londrina. Melhor para o sul-africano Kevin Anderson, que mostrou boa preparação física para vencer John Isner, por 3 sets a 2, nesta sexta-feira. No embate, os atletas provaram porque são considerados bons sacadores e confirmaram serviços difíceis. Apesar da derrota, o norte-americano também não poupou seu melhor tênis no embate que terminou com parciais de 7/9 (8-6), 6/7 (5-7), 6/7 (9-11), 6/4 e 26/24.

 

Anderson chegou no embate querendo, pelo menos, reeditar o US Open do último ano, quando foi vice-campeão nos Estados Unidos. Ele vinha de jogo de 4h17 em cima de Roger Federer, um dos favoritos para levar a melhor na Inglaterra. Embalado, agora, ele espera quem levar a melhor no duelo entre o atual número um do mundo, o espanhol Rafael Nadal e o dono da 21º colocação no ranking, o sérvio Novak Djokovic. O segundo confronto das semifinais da grama londrina acontece também na tarde dessa sexta-feira.

 

Apesar da derrota, Isner, dono da partida mais longa do torneio, com duração de 11h05, bateu outro recorde. Ele superou os 212 aces na competição do croata Goran Ivanisevic, conquistado em 2001.

 

Foto: Andrew Couldridge/AFP

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
Nova Rádio
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
CMS (Coronavírus)
SECOM (Estado Solidário)
LemosPassos
Motivo -> Prevenção (PMS)
PMS (Coronavírus)
VIABAHIA (Institucional)
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *