Search
Close this search box.

Bahia inicia segunda etapa do retorno aos treinos

O movimento voltou à Cidade Tricolor. Um dia após a liberação oficial, o Bahia voltou às atividades no seu centro de treinamento. Com um rigor grande em relação à movimentação e presença de funcionários e atletas, o clube retomou os trabalhos. Na visão do médico Luiz Sapucaia, é como se fosse a reapresentação após um longo período de férias.

– A gente tem um período grande afastado das atividades físicas do ponto de vista de intensidade. Mantivemos músculos acordados, mas tem uma perda volumétrica. A meu ver equivale a um período de férias. A gente retorna com o mesmos protocolos de reapresentação de um período longo. É natural que tenha uma perda de qualidade no volume físico, mas que recupera muito rápido porque manteve um volume de atividade muito melhor do que quando estavam de férias – comentou o médico em entrevista produzida pela assessoria de imprensa do clube.

A preocupação do clube em relação aos atletas e familiares será constante e acompanha dia a dia. Além da medição da temperatura todos os dias, os atletas terão que apresentar um relatório ao departamento médico.

– Essa triagem começou desde o momento que a gente fez testagem. Fizemos um questionário avaliativo durante todo o período da triagem, antes dos exames. Fizemos o exame de covid já com informações de todo esse período de afastamento deles. Fizemos a avaliação médica do ponto de vista de lesão, se alguém sentiu alguma coisa. Hoje retomamos os treinos, fizemos tomada de temperatura na chegada. Todas as vezes que vierem treinar, trarão um questionário respondido com as informações de suas famílias. Se alguém teve febre, tosse, algum sintoma novo. Só depois disso que vamos para o campo – explicou Sapucaia.

O volante Flávio comemorou a possibilidade de treinar junto com o restante do elenco.

– Feliz demais. É uma notícia que esperava ansiosamente faz uns dias. O mais importante é voltar com segurança. Não tenho dúvida que a gente vai estar seguro. Hora nenhuma o Bahia forçou nada. Esperou as autoridades liberarem – disse.

O volante, inclusive, comentou a necessidade de treinos mais controlados.

– A gente volta a treinar, com várias regras, grupos reduzidos. Ainda vão passar para a gente como essa retomada vai ser conduzida. Mas muito feliz em retornar ao CT – finalizou.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *