Search
Close this search box.

Bandeira de Mello pode ser expulso do quadro social do Flamengo

Após o grupo político “Vanguarda Rubro-Negra” ter protocolado no Conselho de Administração do Flamengo um pedido de inquérito contra as recentes declarações de Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do clube, um processo administrativo foi aberto. O fala do antigo mandatário, que a tragédia do Ninho do Urubu dificilmente teria ocorrido sob a sua gestão, motivou uma uma comissão de inquérito para analisar a sua situação.

Agora, caberá à comissão de inquérito decidir se arquiva, absolve ou pune Bandeira de Mello neste caso, que pode levá-lo à suspensão de até 360 dias – conforme o artigo 49 do estatuto – ou à expulsão do quadro social.

“Já me pronunciei sobre o assunto, apresentei provas de que os meninos já ocupavam o CT novo em dezembro de 2018 e não ofendi ninguém. Aliás, nunca ofendi ninguém no Flamengo, embora já tenha sido ofendido várias vezes. Assim, penso que não há nada mais a acrescentar”, disse Bandeira ao portal Lance!. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *