Search
Close this search box.

CASO ENCERRADO: Neymar faz acordo com médico do parto de Davi Lucca

Após quase nove anos de disputa judicial, Neymar e o médico Herbert Kramer formalizaram acordo e encerraram o processo. O obstetra moveu ação contra o atacante do PSG e Carol Dantas exigindo indenização por honorários médicos que não haviam sido pagos. Kramer realizou o parto de Davi Lucca, filho de Neymar e Carol, que nasceu em 24 de agosto de 2011.

Os valores do acordo foram mantidos em sigilo pelas partes até mesmo para o Tribunal.

Kramer entrou com processo em 2012 pedindo R$ 51 mil de indenização, valor que seria repartido aos dois profissionais que participaram do parto (sua assistente de obstetrícia e seu auxiliar de parto).

Ao longo do processo, Neymar acertou pagamento de indenização aos dois auxiliares do médico . O acordo homologado recentemente foi para acertar pendência direcionada exclusivamente a Kramer.

A Justiça chegou ao entendimento de que pouco antes de Davi Lucca nascer, a família de Neymar e o médico haviam acertado apenas o pagamento do parto, sem detalhar os honorários médicos. Essas horas prestadas para o atendimento médico de Carol Dantas geraram a discordância.

Antes de entrar com a ação, Kramer teria procurado a família do jogador para cobrar R$ 45 mil de honorários. Em 2016, Neymar emitiu nota oficial dizendo que o médico queria cobrar valor muito acima da média pelo fato de envolver uma pessoa famosa.

“Sempre nos oferecemos a pagar, mas pagar o justo. Infelizmente, sempre nos deparamos com o ‘não’, a inflexibilidade em relação aos valores exigidos”, comunicou a assessoria de Neymar, na época.

No processo, o jurídico de Kramer relatou que o obstetra e os outros dois profissionais saíram de Santos para realizar o parto de Davi Lucca no Hospital São Luiz, em São Paulo. Os advogados do médico relataram que os profissionais permaneceram na capital por três dias.

O juiz Carlos Ortiz Gomes, da comarca de Santos, homologou o acerto: “Diante desse quadro, homologo por sentença, para que produza seus jurídicos e legais efeitos, o acordo celebrado entre as partes, resolvendo o mérito”. Foto: Divulgação / Informações: Uol Esportes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *