Search
Close this search box.

COVID-19: Atleta de levantamento de peso está internado na UTI

Um atleta multicampeão de levantamento de peso foi diagnosticado com o novo coronavírus após ser internado com um quadro de pneumonia em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Em entrevista ao G1 neste domingo (12), a esposa de Ricardo Xavier de Souza, de 42 anos, diz que, em poucos dias, a Covid-19 ‘o derrubou’ completamente.

Com 1,82 m de altura e pesando 127 kg, Ricardo Xavier de Souza, conhecido como ‘Gigante’, é considerado um superatleta multicampeão de powerlifting. Os sintomas surgiram no dia 27 de março e começaram com dores pelo corpo, febre e uma dor de cabeça leve. Dia 29, Ricardo foi ao Hospital Ana Costa, em Praia Grande, e fez exames de sangue e raio-x do tórax, que não apontaram alterações.

O superatleta, que consegue levantar até 250 kg, voltou para casa ‘mole’, de acordo com a sua esposa, Alexandra Souza. “Ele começou a vomitar muito, não conseguia comer. Apesar de ser grande, ele caiu rápido. Ficou muito mal em poucos dias”, contou.

Ele continuou com febre e os outros sintomas até a última segunda-feira (6), quando começou a sentir falta de ar e fortes dores no peito. Ricardo voltou ao hospital, foi internado no isolamento com um quadro de pneumonia e fez o exame para o novo coronavírus.

O resultado positivo para o novo coronavírus veio apenas na última sexta-feira (9), através de uma nova ligação do hospital. “Quando recebi a notícia, senti um desespero”, relata Alexandra. “Não consegui dirigir de volta para casa, precisei de carona de amigos. Já estávamos todos preocupados, mas parece que abriu um buraco no meu coração.”

“A gente faz, neste domingo (12), 20 anos de casados. A última vez que falei com ele foi na terça, antes de ser transferido. Ele está inconsciente no hospital, sem poder receber visitas”, desabafa a esposa.

A esposa e o filho de Ricardo, de 18 anos, dizem não apresentar nenhum sintoma que possa ser relacionado com o novo coronavírus. “Desinfetei toda a casa, limpamos tudo o que pudesse estar contaminado. É um tipo de sentimento de egoísmo que sentimos, limpar tudo com meu marido na UTI, mas infelizmente precisamos fazer nessa situação”, diz.

 

 

Foto: Arquivo Pessoal / Informações: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *