Jaqueline se aposenta da Seleção Feminina de Vôlei

  • 13 de julho de 2018
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 54 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
VIABAHIA (Institucional)
PMS (Coronavírus_Prevenção)
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
Motivo -> Prevenção (PMS)
SECOM (Estado Solidário)
CMS (Coronavírus)
PMS (Coronavírus)
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Jaqueline tenta buscar forças em seus pensamentos, mas as lágrimas rapidamente enchem seus olhos ao anunciar a despedida da seleção brasileira. A bicampeã olímpica não está triste. O choro é de orgulho ao lembrar com carinho os 18 anos a serviço da equipe nacional. A jogadora de 34 anos não estará no time de José Roberto Guimarães, que se prepara para o Mundial do Japão, no fim de setembro.

– É muito difícil, porque são muitos anos de seleção, mas sei que estou certa dessa decisão. Quero aproveitar um pouco o meu filho. Sei que estou acabando no vôlei também. Neste momento, eu não iria de corpo e alma ao Mundial e queria ir só para aquilo. Neste momento eu preciso estar com meu filho, com minha família – disse Jaque.

 

Casada com o também medalhista olímpico Murilo, Jaqueline deu à luz Arthur em dezembro de 2013. Nos últimos dias, o garoto de quatro anos viu os pais viajarem para defender o Brasil, inclusive com uma convocação de última hora da mãe para a fase final da Liga das Nações, quando a seleção ficou na quarta posição na China. A cabeça da jogadora, porém, ficou no filho.

 

– Este ano foi crucial para minha decisão, junto com meu marido. Eu precisava desse tempo para o meu filho. Recebi convocação para a China do nada. Não tinha onde deixar meu filho, foi um desespero, acabei arrumando tudo para que eu pudesse viajar e deixar ele tranquilo. Vi tanto sacrifício que fiz, com o meu filho, as dificuldades de ter que viajar. Isso me motivou bastante. Ele sofreu muito. Foi um momento bem difícil. É uma fase da minha vida, porque depois que vira mãe, é muito complicado. A gente tem que se privar de muitas coisas por ele. Tudo o que faço é pelo meu filho – contou Jaque, contendo as lágrimas.

 

Jaque se despediu da seleção, mas não do vôlei. Depois de defender o Barueri na última temporada, ela tem propostas para mudar de clube. Pode jogar ainda como ponteira ou abraçar a função de líbero. Seu futuro está aberto, mas ainda vai ser nas quadras.

 

– Agora é um ponto de interrogação. Estou bem tranquila, recebendo propostas. Quero pensar, estar com o Arthur. Estou feliz que aconteceram propostas. Quero continuar perto de São Paulo, perto da família. Mas não fecho as portas para jogar fora. Levo meu filho junto (risos).

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus_Prevenção)
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
CMS (Coronavírus)
SECOM (Estado Solidário)
LemosPassos
Motivo -> Prevenção (PMS)
PMS (Coronavírus)
VIABAHIA (Institucional)
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *