Morre Gilson Gênio ex ponta-esquerda do Bahia

  • 28 de maio de 2017
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 55 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
VIABAHIA (Institucional)
PMS (Dengue)
PMS (Coronavírus_Prevenção)
SECOM
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
CMS (Coronavírus)

Morreu na manhã deste domingo (28), no Rio de Janeiro, o ponta-esquerda Gilson Gênio (59 anos de idade) que marcou época no Bahia no início da década de 80. O jogador lutava contra um câncer colorretal desde 2014 e teve o seu quadro agravado nos últimos meses. Depois que encerrou a carreira, o ex-jogador passou a atuar, também, como pastor da Igreja Assembleia de Deus. Revelado na divisão de base do Fluminense do Rio, passou pelo Bahia, América do Rio, Santa Cruz, Bangu, Inter de Limeira e Cerro Porteño do Paraguai. A torcida do Bahia não esquece a participação do ponta-esquerda, no inesquecível jogo, em que o time baiano aplicou 5 a 0 no Santa Cruz, de Recife, no estádio da Fonte Nova. Exerceu, também as funções de treinador, tendo trabalhado na própria base do Fluminense, América, São Cristóvão e Itaúna de Minas Gerais. Seu último trabalho foi em 2014, quando dirigiu a equipe carioca do São Pedro, time que disputa a segunda divisão do futebol carioca. Gilson Gênio estava internado no Instituto Nacional do Câncer (INCA), onde vinha realizando tratamento contra a enfermidade. O velório está sendo realizado na Câmara Municipal de Itaguaí e o enterro será nesta segunda-feira, às 9 horas no cemitério São Francsico Xavier de Itaguaí.                                                   

Foto: Fluminense- Divulgação

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus_Prevenção)
PMS (Dengue)
SECOM
JL CONTABILIDADE (novo endereço)
CMS (Coronavírus)
LemosPassos
VIABAHIA (Institucional)
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *