Search
Close this search box.

NASCAR: Piloto é demitido de equipe após comentário racista

Após a direção da Nascar, principal categoria de automobilismo dos Estados Unidos, suspender Kyle Larson, da Chip Ganassi, por um comentário racista durante uma transmissão ao vivo de uma corrida virtual no último domingo, foi a vez de a equipe “encerrar o relacionamento” com o piloto na manhã desta terça-feira.

– Após muita consideração, a equipe Chip Ganassi decidiu encerrar o relacionamento com Kyle Larson. Como dissemos antes, os comentários que Kyle fez foram ofensivos e inaceitáveis, especialmente diante dos valores da nossa organização. Enquanto continuamos a avaliar a situação com todas as partes envolvidas, ficou claro que essa era a única ação possível a ser tomada – informou a equipe em comunicado nesta terça.

Antes da prova, Larson estava com problemas no sistema de fone de ouvido/microfone e, para testar o áudio, proferiu a seguinte frase: “Can you hear me, nigger?” (“Pode me ouvir, preto?”, em português). “Nigger” é considerado um termo bastante pejorativo.

Recentemente, outro piloto da Nascar, Bubba Wallace, já havia perdido seu patrocinador depois de abandonar uma corrida virtual e ironizar sua desistência nas redes sociais.

Segundo a direção da Nascar, Larson infringiu as seções 12.1 (Procedimentos Gerais) e 12.8 (Diretrizes de Conduta dos Membros da Nascar) do livro oficial de regras da categoria. Larson também deverá ser submetido a um treinamento de sensibilidade. O irônico é que Larson, enquanto descendente de japoneses, participa do programa “Drive for Diversity” (“Pilotar pela Diversidade”, em português) da Nascar.

 

 

Foto: Getty Images

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *