Search
Close this search box.

No Brasil, as técnicas também são demitidas

No Brasil, não são só os homens que perdem os cargos de técnico de futebol. As mulheres também entram na ciranda de demissões, e a técnica Emily Lima deixou o cargo na Seleção Brasileira feminina, após perder mais uma partida, desta vez de 2 a 1 para a Austrália. A técnica tinha assumido o comando da Seleção em novembro, a fim de preparar a equipe para o Mundial e os Jogos Olímpicos, mas os maus resultados deixaram a diretoria da CBF insatisfeita, e a mudança no comando foi anunciada na volta da delegação do exterior. O ex-técnico Vadão, que já dirigiu a equipe por muitos anos, e está sem clube desde que foi demitido do Guarani de Campinas, é o nome mais forte para assumir o lugar de Emily. A próxima competição importante da Seleção será no mês de abril, quando vai disputar a Copa América, tentando vaga para o Mundial de 2019 e os Jogos Olímpicos de 2020, os dois eventos programados para a França.    Foto: Mauro Neto/Sogel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *