Search
Close this search box.

Southampton é o primeiro clube inglês a anunciar redução salarial dos jogadores

O Southampton se tornou o primeiro clube da Premier League a anunciar que seus jogadores e comissão técnica reduzirão seus salários durante a pandemia do novo coronavírus.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o clube do sul da Inglaterra também disse que não usaria o esquema de licença remunerada do governo como o Liverpool fez – e que depois voltou atrás.

“O conselho de administração, a comissão técnica e o elenco da equipe principal concordaram em reduzir parte de seus salários pelos meses de abril, maio e junho para ajudar a proteger o futuro do clube, os funcionários que trabalham para ele e a comunidade que servimos. Nestes tempos sem precedentes, estamos lidando com muitos desafios ao nosso modelo de negócios e às operações cotidianas”, diz um trecho da nota oficial, que anunciou o valor do corte.

De toda forma, o anúncio de Southampton agora pode pressionar outras clubes e jogadores a fazer o mesmo. Afinal, jogadores da Premier League se destacaram durante a crise da saúde por resistirem às pressões dos clubes para aceitar adiamentos de salários e cortes para reduzir as despesas. A Associação Profissional de Futebolistas (PFA) ainda não concordou com um corte e argumentou após uma reunião com a Premier League na semana passada que salários reduzidos reduziriam a receita tributária do Serviço Nacional de Saúde.

 

 

 

Foto: Divulgação Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *