Search
Close this search box.

Tênis: Roland Garros pode ser realizado em setembro

Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Tênis falou sobre a possibilidade de realizar o famoso torneio Roland Garros com portões fechados. O tradicional torneio de Paris seria disputado entre maio e junho, mas teve que ser adiado para setembro em virtude da pandemia do coronavírus

Ele disse que organizar o torneio a portas fechadas permitiria a manutenção de uma parte do modelo econômico, como os direitos de transmissão e os patrocinadores. Ele declarou em entrevista concedida ao Le Journal du Dimanche. Várias outras competições foram adiadas e a edição deste ano de Wimbledon, torneio mais tradicional de tênis do mundo, acabou sendo cancelada.

Roland Garros é uma espécie de motor econômico para o tênis francês, popis representa cerca de 80% da receita da FFT, segundo o Le Journal du Dimanche. Os direitos de transmissão da televisão representam mais de um terço do faturamento do evento, disputado anualmente em Paris desde o ano de 1891.

Giudicelli acentuou que a falta de visibilidade é genuína ao hospedar um torneio sem torcedores. No entanto admitiu que não está descartando nenhuma opção. Afirmou, ainda, que alterar novamente a data da competição não mudaria muito. Caso as autoridades sanitárias permitam, o campeonato será disputado de 20 de setembro a 4 de outubro.

A FFT está reembolsando todos os torcedores que compraram ingressos para assistir aos jogos do torneio em sua data original – de 24 de maio a 7 de junho. O tradicional torneio de Roland Garros, único Grand Slam jogado em quadras de saibro, só não foi disputado em anos de Guerras Mundiais. O primeiro intervalo em que o evento acabou cancelado foi de 1915 a 1919. Depois, o mesmo se repetiu de 1940 até 1945. Um dos grandes nomes da história da competição é o brasileiro Gustavo Kuerten, vencedor de três edições. Foto: Divulgação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *