Jogador que bateu em gandula é demitido

  • 20 de fevereiro de 2018
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 42 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Bahia Meu Orgulho)

No gramado em que o futebol deveria ser jogado para famílias e crianças se divertirem, socos, tapas e pontapés chamaram atenção mais do que qualquer lance no jogo entre Operário-MS e Comercial. Jeferson Reis espancou um dos gandulas no fim do clássico do Morenão. O gol do Comercial havia sido nos minutos finais.

 

“Estou muito chateado. Meu pai sofre muito com isso. Chora toda vez que falo com ele. Minha família está sofrendo com isso. Vejo comentários me chamando de marginal, que deveria ser preso. Só queria mostrar para o povo que não sou esse Jeferson que estão vendo. Todo mundo erra. Na hora que entrei no vestiário, que tive que ir para delegacia depois, perguntei para mim mesmo: ‘O que eu fiz com a minha vida? Acabei com minha carreira’. Ali meu mundo acabou. Foi quando liguei para meu pai, que só chorava. Ele sofreu muito para criar eu e meu irmão sem mãe. E acontece um negócio desse, repercussão no mundo todo. Minha família ligando, preocupada, teve ameaça, pessoas falando que iam me matar” disse Jeferson.

 

O gandula Tadeu Francisco quebrou o nariz e fez queixa na delegacia logo após o término do jogo. Aos 22 anos, Jéferson teve seu contrato com o Operário rescindido no dia seguinte.

 

Foto: Reprodução/TV Morena

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
Nova Rádio
PMS (Coronavírus 2021)
SECOM (Bahia Meu Orgulho)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *