Briga de milhões entre Barcelona e Neymar

  • 22 de agosto de 2017
  • Mário Freitas
  • Papo de bola
  • 0
  • 31 Visualizações
Compartilhe
RR
Jl Contabilidade
BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
LemosPassos
SECOM (Mais Investe)

O atacante Neymar, do PSG, acionou a Câmara de Resolução de Disputas da Fifa para cobrar € 26 milhões (cerca de R$ 96 milhões) do Barcelona, seu ex-clube.

 

O valor é relativo a um bônus pela renovação de contrato com os catalães, assinada em 2016, e que deveria ter sido pago no início de agosto, pouco antes da ida do atleta à França.

 

Os espanhóis, entretanto, decidiram depositar o montante em juízo pois, na data prevista para o pagamento, Neymar já negociava sua transferência ao PSG. O Barcelona entende que não deve pagar o total, mas sim uma parcela proporcional pelo um ano que o jogador esteve no Camp Nou após a assinatura do novo contrato.

 

O atacante, que passou as últimas quatro temporadas no Barcelona depois de deixar o Santos, já se preparava para essa disputa no tribunal esportivo. Houve uma tentativa de se resolver a questão sem a necessidade de uma briga jurídica, mas os espanhóis não cederam. Na visão dos advogados de Neymar, o dinheiro tem caráter salarial e, por esse motivo, não pode ser fatiado.

 

Nesta terça-feira, o Barcelona anunciou que havia acionado a Federação Espanhola para cobrar € 8,5 milhões (cerca de R$ 31,2 milhões) de Neymar, valor que também foi pago como luvas em 2016. Por entender que o atleta descumpriu contrato, o clube quer receber esse total acrescido de uma multa de 10%.

 

Em comunicado publicado nesta tarde, a NN Consultoria, empresa da família de Neymar que gerencia a carreira do atacante, informa que a ação do Barcelona "foi recebida com surpresa" e que a defesa do atleta "será oportunamente apresentada" após ele ser citado.

 

Informações: GE

BRAVO
INTERNACIONAL TRAVESSIAS
Viabahia
ALBA
SECOM (Mais Investe)
LemosPassos
RR
Jl Contabilidade
Compartilhar:

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *